Black Desert: História de Serendia

Crucio De Mongart não conseguia encontrar uma razão para manter a guerra. Ele não era um servo leal de Elion como seu falecido pai, e o desconforto das pessoas por conta da praga do passado estava se dissipando. Ele também estava insatisfeito em como o Rei Calpheon Dahad Seric o tratava como um novato.

Ano 265 Calendário Elion.

As pessoas que mais estavam tristes com as notícias eram os sacerdotes de Calpheon. Com seus fiéis já perdendo a fé devido ao excesso de instigação da igreja, uma parada repentina era como um tremor na própria fundação de seu poder. A expedição já havia deixado inúmeras igrejas no seu caminho, e esta poderia ser a chance de expandir a fé por toda Valencia.

Crucio estava ameaçado de excomunhão enquanto era pressionado por Dahad. Era uma situação difícil para Crucio. Continuar a conter a expedição poderia levar a uma guerra contra Calpheon. Além disso, os líderes militares de Hidel eram fiéis devotos de Elion que costumavam servir sob o comando de seu religioso pai.

Após várias comunicações privadas, Crucio decidiu se juntar à expedição. Ele não estava pronto para enfrentar tantos desafios externos ou internos tão logo após sua inauguração, e Dahad também aceitou as dicas sutis de Crucio de que esta seria a última vez.

Dahad, em troca, propôs uma expedição massiva dizendo que eles deveriam ao menos alcançar as muralhas de Valencia para não virarem piada para gerações futuras. Preparações para a expedição duraram dois anos.

tumblr_inline_n9m613KPn21s2l1in

De Mongart sabia que o caminho para o “Black Desert” (Deserto Negro) como a palma de sua mão, então ele acreditava que ele teria de fazer era ir andando logo atrás e considerar como uma viagem. Mas nada é tão simples. Os ventos começaram a castigar logo no começo da expedição e formou-se uma tempestade cegante quando chegaram a Media. Eles ainda estavam para se aproximar do deserto.

A aliança acampou sob as estrangeiras muralhas e tiveram de esperar o vento apaziguar. Uma semana se passou antes que eles pudessem ver Media.

O que pode ter acontecido aqui em Media? Há rumores das caravanas de como Media mudou, mas não havia ninguém que imaginasse o que a expedição presenciou. Muralhas com barracas ao redor da cidade, uma fumaça negra que brotava incessantemente das chaminés. Dahad insistiu que eles seguissem em frente. Ele, assim como os outros, estava intrigado com o abrupto desenvolvimento de Media e queria entender como eles conseguiram isso. Contudo, atrasar a marcha para Valencia geraria complicações de abastecimentos. O Vento soprou mais uma vez durante conforme a expedição se aproximava do Black Desert (Deserto Negro). Desta vez, havia chuva. Espera, chuva? No deserto?

Foi quando alguém viu uma bandeira vermelha. Significava que eles estavam no território Valenciano. Os sacerdotes de Elion que acompanhavam a expedição se ajoelharam para rezar. No mesmo instante, a expedição foi preparar a base sob um vento uivante. Mas não tardaria para a tempestade engolir toda a expedição transformando dias em noites.

Quando Crucio recuperou a consciência, ele se encontrou num buraco de areia e viu uma bandeira vermelha quebrada. A tempestade deve ter sido muito pior para os Valencianos.

A situação já não era mais de conquista, mas de sobrevivência. O céu escurecia de novo, e o caminho de volta para casa era perigoso.

Tempestades de areia e a sedimentação da areia continuava a atormentar a expedição em seu retorno, mas o caminho de casa estava bloqueado pelo Demi River (Rio Demi) que se alargou infinitamente devido à chuva torrencial. Levou um mês para que o rio retornasse ao estado que a expedição pudesse atravessar e Crucio conseguiu descansar quando atravessaram o delta. Foi então que chegaram os arrependimentos por se unir à expedição.

Foi assim que terminou a última expedição.

tumblr_inline_n9m61vic7f1s2l1in

A ordem de Elion premiou os soldados e disse que os Valencianos não poderão suportar depois da grande vitória da expedição. Seja o que for, eles precisam de algum tempo de trégua após tantos desastres.

O Castelo de Hidel e as planícies Serendianas estavam gratamente intocadas pelos desastres, mas os pântanos da região sul se expandiram.

Então a guerra que não poderia ser extinta pelas pessoas foi parada pela natureza; e os tempos de paz e recuperação chegaram. Enquanto isso, Calpheon, que havia perdido seu rei para as tempestades, viu a coroação de seu novo rei de apenas 20 anos de idade, Guy Seric.

Ano 275 do Calendário Elion.

7 anos se passaram antes da associação/guilda mercante de Hidel visitar Media. Os últimos anos não foram desperdiçados pelos Medianos, e eles foram capazes de desenvolver ainda mais a cidade. De Mongart, já tendo presenciado a mudança na última expedição, ordenou a guilda mercante de descobrir como Media foi capaz de atingir esse nível de desenvolvimento e logo eles descobriram a importância das Black Stones (Pedras Negras).

Após receberem informação de uma jovem Naga carregando um Black Stone shard (fragmento da Pedra Negra), De Mongart imediatamente foi para a pantanosa região do sul. Ele acreditava que esta seria a chance ter Calpehon de volta ao pressioná-lo para se juntar à desastrosa expedição, mas a má sorte de De Mongart ainda não havia começado.

Calpheon também procurava desesperadamente pela fonte das Black Stones (Pedras Negras) para reinvindicá-las. No entanto, nem mesmo cheiro do precioso material foi encontrado no território de Calpheon. Quando a notícia da descoberta da Black Stone (Pedra Negra) nas pedreiras de Kephlan e Serendia alcançaram os ouvidos do jovem rei, Guy Seric decidiu que era hora de agir.

Ano 276 do Calendário Elion.

Guy Seric avançou até às torres de Vigia de Hidel nas planícies Serendianas após conquistar Kephlan sem muito esforço. Mas Hidel era um grande adversário, então o Rei Calpheon, junto de sua elite, emboscou o castelo de Hidel na calada da noite.

De Mongart estava despreparado para a emboscada e perdeu o castelo. Pior ainda, ele foi capturado por Calpheon. Apesar da captura, ele se recusou a se render, e disse ao emissário de Hidel, que veio para checar sua situação, para continuar a lutar independentemente do que acontecer com ele.

tumblr_inline_n9m6300pis1s2l1in

Após ouvir de seu rei que era para continuar lutando, Cliff liderou suas forças para o sudoeste numa tentativa de dominar Keflan enquanto Armstrong atravessou o Rio Demi para levar o combate para as planícies de Calpheon. Guy Seric se manteve usando a famosa infantaria pesada de Keflan, mas mas as grandes perdas para Calpheon seriam inevitáveis.

Mesmo se Calpheon fosse vencer a guerra, os dois generais estavam para ver uma contagem de mortos que seria superior à Black Death (Morte Negra).

Isso forçou Guy Seric a mudar seus planos. Ele precisava mesmo das Pedras Negras dos charcos de Serendia, então ele ofereceu um tratado em vez de uma rendição. De Mongart se deparou com uma dura decisão com um verdadeiro genocídio prestes a ocorrer.
Enquanto Hidel não se render haverá outra chance.

De Mongart conseguiu voltar pra casa após um ano de Calpheon enviando mensageiros para saber se o tratado estava mantido. As pessoas de Hidel entendiam De Mongart. As torres de vigia foram declaradas território neutro e as forças de Hidel tiveram de acampar a oeste. Apesar do que ocorreu, ambos Cliff e Armstrong respeitaram a decisão do rei. Havia aqueles que chamavam o rei de covarde pelas costas, mas De Mongart era inabalável.

O que realmente incomodava era a visão dos extratores de Calpheon nos pantânos Serandianos. Foi quando a saúde de Crucio de Mongart piorou.

Ano 281 Calendário de Elion.

A morte repentina de Guy Seric chocou todo o continente ocidental. Ele tinha apenas feito 30 anos e estava saudável. Rumores de envenenamento se espalharam apesar do anúncio oficial ter sido de uma doença desconhecia. Quanto mais, melhor. Crucio acreditou que a chance chegou antes do esperado. Ele acreditou que Calpheon estaria fragilizada nesse vácuo no poder.

Crucio chamou Cliff do Acampamento de Guarda ocidental para discutir se eles deveriam ou não anular o tratado. Cliff acreditou que agir tão impulsivamente só daria a Calpheon um motivo para se unir, então propôs que eles esperassem para ver o desenrolar das coisas. O Ministro Zordain também estava presente na conversa. Ele havia sido recomendado por Cliff após a saúde de Crucio piorar. Seu julgamento perspicaz e capacidade fizeram de Zordain um valiosíssimo membro da corte de Crucio.

Zordain disse que o provável assassinato de Guy Seric havia sido trabalho da igreja e dos mercadores e não o resultado de uma briga interna pelo poder, então a ação de Hidel será irrelevante em quão bem Calpheon se unirá.

Apesar de ele ter concordado com Zordain, Crucio decidiu seguir os conselhos de Cliff e observou a situação de Calpheon de perto. A desordem dentro de Calpheon teve uma reviravolta e terminou rapidamente. Calpheon, sob a égide de um governo parlamentar, ficou mais forte do que nunca.

Zordain se tornou Primeiro Ministro com 20 anos. Ele havia se juntado às forças armadas para se vingar da morte dos seus familiares pelos soldados de Calpheon quando pilharam o castelo de Hidel, antes de se tornar ministro. Sua posição era mais próxima de um chanceler que de um ministro, contudo. Isso porque Crucio havia diminuído sua própria posição para governador após a montagem dos extratores de Calpheon, porque havia falhado como rei. Por isso que o General Cliff também era chamado de capitão.

Zordain disse que não levaria mais de 5 anos para que Calpheon perdesse sua força. Ele dizia que deixar a sorte nas mãos da guilda de mercadores seria uma escolha ruim, e a igreja que deveria tomar conta das guildas estava muito ocupada expandindo a influência.

tumblr_inline_n9m63vxqlR1s2l1in

Ele convenceu Crucio a elevar taxas, para que Hidel pudesse reconstruir um exército durante o tempo necessário. Isso também foi quando Crucio pensava em reconstruir o castelo de Hidel.

Ano 283 do Calendário Elion.

Os pobres camponeses se rebelaram contra Hidel. Apesar da péssima colheita do ano, as taxas ainda eram elevadas. Para piorar a situação, os savages (selvagens) ficaram agressivos e arruinaram as pequenas plantações que sobreviveram para a colheita.

Sabendo das mudanças em Calpheon com o sistema parlamentar, os camponeses tiveram Alundi para representa-los no castelo Hidel. Como resultado, o governador foi preso e torturado como um aviso de que o jogariam em território neutro. Os servos estavam furiosos com tudo isso, mas o que simples camponeses podem fazer contra um exército pronto para guerra? Houve uma revolta, se assim pudesse chamar, mas foi rapidamente dispersada pelos primeiros soldados. Os membros ativos da revolta não poderiam voltar às suas vidas normais, porque havia uma recompensa pelas suas cabeças.

Alundi era uma dessas pessoas. Um dia, contra sua vontade, ele se viu como o líder de uma revolta e se refugiava no frio castelo. Depois, mais pessoas cansadas de tantas dificuldades se uniram a Alundi e com isso, forneceram uma deculpa para Zordain aumentar as taxas.

tumblr_inline_n9m64xcr641s2l1in

Revolta Camponesa? Não aconteceu, a única coisa que aconteceu foi uma reclamação formal dos camponeses. Outro incidente que aconteceu foi no ano um feixe de luz no céu noturno que logo foi seguido por uma ressurgência de atividades violentas dos savages (selvagens) e o aparecimento de vários monstros entre eles.

Alguns diziam que as visões eram das pedras ganhando vida. As pessoas chamavam de o incidente da Tower of Will (Torre da Vontade), porque havia registros de algo similar ter acontecido logo após os antepassados terem construído a Tower of Will (Torre da Vontade).

Ano 283 do Calendário Elion.

Rumores sobre o repentino aumento de estrangeiros em Velia começaram a se espalhar.

 

 

Comentários

Comentário(s)